Vi a cidade santa, a nova Jerusalém, que descia do céu,

da parte de Deus, preparada como uma noiva adornada
para o seu marido. Apocalipse 21.2 (NVI)

Últimos Vídeos Postados

Aviso UPA - UMP 01-03-2015 1 Mar 2015 | 4:55 pm

Destaques

 
A permanência na fé PDF Imprimir E-mail
Escrito por Fonte: www.lpc.org.br   
Dom, 01 de Março de 2015 10:52

incendio-roma-nero2Tm 4.7 - O apóstolo Paulo estava preso pela segunda vez na cidade de Roma. Estava numa masmorra insalubre, de onde as pessoas saíam leprosas ou para o martírio. O velho apóstolo sabia que sua hora havia chegado. Os cristãos estavam sendo perseguidos implacavelmente, desde que Nero, no ano 64 d.C., colocara sobre eles a culpa do incêndio de Roma. Como Paulo era o líder da igreja cristã, foi preso como um malfeitor. Aquele era um tempo muito difícil, pois junto com a perseguição crescia a apostasia e o abandono em massa dos cristãos nominais.

Última atualização em Dom, 01 de Março de 2015 10:59
 
O Evangelho Poderoso PDF Imprimir E-mail
Escrito por www.lpc.org.br   
Dom, 12 de Outubro de 2014 00:14

o-pregador-e-a-mensagem

O apóstolo Paulo fala do poder do evangelho, quando escreve: “Pois não me envergonho do evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê, primeiro do judeu e também do grego” (Rm 1.16). Por que Paulo poderia se envergonhar do evangelho? Porque o evangelho fala do Messias que foi crucificado e morto numa cruz! Isso era uma vergonha para os romanos e um escândalo para os judeus.

Mas, Paulo diz que o evangelho é poderoso porque trata não apenas da morte, mas, sobretudo, da ressurreição e senhorio de Cristo. O evangelho não é sinal de fraqueza, mas é o poder de Deus. O evangelho não é um poder qualquer nem um poder destruidor, mas é o poder de Deus para a salvação. Nenhum outro poder no céu ou na terra pode salvar o homem da ira vindoura senão o evangelho. O evangelho, porém, é o poder de Deus para a salvação somente dos que creem. O evangelho não traz salvação para os incrédulos, mas somente para aqueles que confiam em Cristo.

Esse evangelho não faz acepção de pessoas. A salvação é para todos, judeus e gregos, de igual forma. A condição para a salvação de ambos, porém, é a mesma: a fé em Cristo. O evangelho é universal: alcança a todos sem acepção, mas não a todos sem exceção, uma vez que somente os que creem é que são salvos.

Última atualização em Dom, 12 de Outubro de 2014 00:18
 
Os joelhos dobrados que oram PDF Imprimir E-mail
Escrito por www.lpc.org.br   
Sáb, 23 de Agosto de 2014 23:33

homem-orando-a-deusNão se faz missões sem oração. O profeta Isaías retrata essa realidade de forma eloquente (Is 62.6,7). A oração precisa ser vigilante: “Sobre os muros, ó Jerusalém, pus guardas...”. A igreja precisa orar e vigiar; orar e manter os olhos abertos para ver o que está acontecendo à sua volta. A oração precisa ser, também, perseverante: “... que todo o dia e toda a noite jamais se calarão...”. Não basta ter entusiasmo para orar por um tempo e depois arrefecer o ânimo. Sem oração deixaremos brechas em nossa armadura. 

A oração ainda precisa ser fundamentada nas promessas de Deus: “.... vós, os que fareis lembrado o Senhor...”. Ora eficazmente aquele que ora segundo a vontade de Deus; e, ora segundo a vontade de Deus, aquele que ora estribado nas promessas de Deus. A oração precisa ser importuna para nós e para Deus: “... não descanseis, nem deis a ele descanso...”. 

Precisamos bombardear o céu com nossas orações e jamais esmorecer nessa luta. Na oração não lutamos contra o diabo; lutamos com Deus. Finalmente, a oração precisa ser objetiva: “... até que restabeleças Jerusalém e a ponha por objeto de louvor na terra”. Devemos orar objetiva e perseverantemente, “até que”. A igreja precisa ser restaurada para ser agente de transformação no mundo.

 

Última atualização em Sáb, 23 de Agosto de 2014 23:36
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 1 de 28