Vi a cidade santa, a nova Jerusalém, que descia do céu,

da parte de Deus, preparada como uma noiva adornada
para o seu marido. Apocalipse 21.2 (NVI)

Destaques

 
Deus pode mudar a sua sorte PDF Imprimir E-mail
Escrito por Cada dia 11/abr   
Seg, 14 de Abril de 2014 07:31

tristeza“Mudou o Senhor a sorte de Jó, quando este orava pelos seus amigos...”Jó 42.10

O sofrimento não é ausência do amor de Deus. O patriarca Jó passou pelo vale da dor. Ele era um homem íntegro e reto. Era um homem rico e próspero. Sua família era piedosa e unida. Mas, houve um dia que Satanás, com a permissão divina, atacou Jó e sua família. Jó perdeu todos os seus bens. Foi à falência. Se não bastasse essa terrível perda, ele também perdeu todos os seus filhos num único acidente.

Jó levou para o cemitério, no mesmo dia, todos os seus dez filhos. Em seguida, Jó foi tomado por uma dolorosa enfermidade. Seu corpo ficou coberto de feridas cheias de pus. Sua pele necrosada exalava um mau cheiro insuportável. Jó raspava sua pele enegrecida com cacos de telha para tentar aliviar a dor insuportável. Sua mulher, revoltada, recomendou-o amaldiçoar a Deus e morrer. Seus amigos assacaram contra ele pesadas acusações.

Jó se queixou de Deus trinta e quatro vezes e fez dezesseis vezes a mesma pergunta: “Por que meu Deus?”. Tudo parecia perdido. Jó estava no fundo do poço. Mas, diz a Bíblia que Deus restaurou a sorte de Jó. Deus restaurou-lhe a saúde, o casamento, as riquezas, as amizades e ainda deu-lhe mais dez filhos. Deus pode também restaurar a sua vida. Ele é poderoso para pegar os cacos que sobraram e fazer de você um vaso novo!

 

 
Deus trabalha por nós PDF Imprimir E-mail
Escrito por Cada Dia   
Dom, 06 de Abril de 2014 11:15

pegadas-areia“... nem com olhos se viu Deus além de ti, que trabalha para aquele que nele espera” Is 64.4

A providência de Deus, muitas vezes, parece carrancuda. Nem sempre o sol brilha no horizonte da nossa vida. Caminhamos por desertos tórridos, vales escuros e pântanos lodacentos. Nessas horas, sentimos uma solidão cruel apertando nosso peito. Sentimo-nos abandonados. Parece que Deus está distante. Nessas horas, as circunstâncias parecem conspirar contra nós. Sentimo-nos encurralados por sentimentos e situações que fogem ao nosso controle.

Sentimo-nos acuados pelo medo e esmagados pelo rolo compressor da angústia. Nessas horas pensamos que Deus está contra nós ou indiferente ao nosso sofrimento. Mas a Bíblia diz que não há Deus como o nosso, que trabalha para aqueles que nele esperam. Ele cavalga nas alturas para a nossa ajuda. Ele faz hora extra por nós, pois, aos seus amados ele dá enquanto dormem. Deus trabalha por nós, pois quando estávamos perdidos, fomos achados; quando estávamos mortos, recebemos vida; quando éramos inimigos fomos reconciliados por meio de Cristo.

Deus trabalha em nós, pois fomos criados em Cristo Jesus e estamos sendo transformados de glória em glória na sua própria imagem pela ação do Espírito Santo. Deus trabalha através de nós, pois fomos criados para as boas obras, as quais Deus preparou de antemão para que andássemos nelas.

Última atualização em Dom, 06 de Abril de 2014 11:22
 
Uma experiência transcendente PDF Imprimir E-mail
Escrito por Cada Dia   
Dom, 30 de Março de 2014 10:57

adoracao“E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito”Ef 5.18

Deus deseja que seus filhos sejam cheios do Espírito. 
O Senhor nos insta a sermos cheios, porque ele é o maior interessado em produzir em nós essa condição. No entanto, precisamos saber que o enchimento do Espírito não se pode produzir em recipiente que está cheio de outra coisa. Como cristãos, muitas vezes estamos pedindo o enchimento do Espírito sem nos darmos conta de que não existe, em nosso ser, espaço necessário para sermos cheios.

A única maneira de experimentarmos o esvaziamento é por meio da cruz. Não me refiro à conversão, mas à negação de si mesmo, onde o nosso eu morre para dar lugar a Deus em nossas vidas. Observando a analogia do vinho aprendemos outra coisa: quando alguém está embriagado, seus sentidos não respondem aos comandos que a mente lhe dá, pois está sob a influência de algo mais forte do que a sua vontade.

Respeitando as devidas proporções, é assim o enchimento do Espírito Santo. No crente será tão marcante a ponto de a carne propor-lhe uma atitude e ser-lhe, indubitavelmente, negada, pois maior é aquele que está nele do que ele mesmo.

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 10 de 29