Vi a cidade santa, a nova Jerusalém, que descia do céu,

da parte de Deus, preparada como uma noiva adornada
para o seu marido. Apocalipse 21.2 (NVI)

Destaques

 
Entre pavor e esperança PDF Imprimir E-mail
Escrito por Pr. Edjardes Alves Santos   
Dom, 02 de Dezembro de 2012 09:41

1009358 hopeO hábito de ler ou assistir jornais não é muito apreciado por alguns que se justificam dizendo: "só tem violência", "só passa notícia ruim". É verdade. Só se a pessoa for muito insensível para não sofrer com tudo que passa no noticiário.

Mas o que dizer dos olhos e dos ouvidos de Deus? Veja Êxodo 2.24 e 25: "Deus ouviu os gemidos deles [...] Deus viu [...] e ficou preocupado com eles". Situações terríveis chamam a atenção de Deus e é por isso mesmo que o pavor dá lugar à esperança. Êxodo 3. 7 e 8: "Eu tenho visto como o meu povo está sendo maltratado [...] tenho ouvido o seu pedido de socorro [...]. Sei o que estão sofrendo. Por isso desci para libertá-los".

Hoje é dia de Santa Ceia e eu me encho de esperança por causa do Deus que desceu, se fez homem, partiu seu corpo e derramou seu sangue para salvação.

Hoje é dia de batismo e recepção de novos membros e eu me encho da esperança de que estes novos crentes, junto com todos os outros, sejam verdadeiramente cristãos que ouvem, vêm e trabalham em nome de Jesus.

 
Graça para o cativo PDF Imprimir E-mail
Escrito por Pr. Edjardes Alves Santos   
Sáb, 24 de Novembro de 2012 13:03

964205 chainsMuitos podem não acreditar, mas o fato é que vivemos no meio de uma grande batalha, um encontro épico e extraordinário entre o bem e o mal.

Quem vive como se não existisse o bem e o mal, Deus e Satanás, é como um cego surdo no meio de um combate: está à mercê de inúmeros perigos, mas não se dá conta disso.

A guerra está rolando e além de produzir baixas, têm produzido inúmeros prisioneiros. Mas apenas o lado negro é quem faz prisioneiros. E eles são extremamente cruéis com seus cativos.

Última atualização em Sáb, 24 de Novembro de 2012 23:57
 
Desespero PDF Imprimir E-mail
Escrito por Pr. Cilas Gavioli   
Sáb, 17 de Novembro de 2012 10:34
desespero

Um pastor tinha uma única filha. Era um homem respeitado em sua aldeia. Ele cuidava daquela sinagoga com o mesmo carinho que cuidava de sua filha quase adolescente. Ela ia completar 12 anos. Meninas nesta idade, em uma sociedade judaica, celebravam o "Beth-mitsvá" (Cerimônia de maioridade). Mas, sua filhinha ficou doente gravemente. Estava morrendo. Havia naquela mesma cidadezinha uma mulher que perdeu todas as suas posses com tratamentosde saúde que não resultaram em nada. Por doze anos ela tinha um sangramento que esvaiam todas as suas forças. Além do que, nesta sociedade uma mulher com fluxo de sangue era considerada impura. Não podia ser tocada e nem tocar em ninguém.

Duas pessoas sem esperança. Mateus diz que a menina já estava morta. Marcos e Lucas diz que Jesus ainda estava falando com a mulher quando veio a notícia do falecimento da filha de Jairo.

Mas, a Graça de Deus visitou aquela aldeia da Galiléia. Jairo suplicou o toque de Jesus em sua filha. A mulher arriscou sua vida se enfiando entre a multidão para tocar secretamente em Jesus. Vemos uma fé em construção e outra sem nenhuma razão. Jesus disse a mulher: "Tua fé te salvou, vai em paz". Minutos depois disse: "Talita cume – menina levanta". A Graça venceu a desesperança. Jesus vence a doença e a morte.

Última atualização em Sáb, 17 de Novembro de 2012 10:45
 
<< Início < Anterior 21 22 23 24 25 26 27 28 Próximo > Fim >>

Página 26 de 28